Texto por Colaborador: Redação 13/03/2020 - 11:00

Confira a reação dos rivais após o empate no Gre-Nal da Libertadores nesta quinta-feira. O zagueiro Geromel e o técnico gremista Renato Gaúcho falaram sobre o jogo e também sobre a confusão generalizada nos minutos finais de partida. Confira os principais trechos.

TEXTO:

Renato Gaúcho: "Foi um jogo bem disputado, bem competido. Infelizmente, tivemos esse lance no final, que gerou essa confusão toda. Ninguém gosta disso. Infelizmente, manchou o espetáculo. Qualquer uma das equipes poderia ter ganho o clássico, foi bem jogado. Como o Geromel falou, eu gostaria de falar de parte boa, de 95% do jogo."

"Eu já vi as imagens. Queria que vocês tivessem visto uma imagem do primeiro tempo. Se tivesse VAR, seria diferente. Mas não tô aqui pra livrar a cara dos meus jogadores."

"O Internacional teve uma superioridade em determinado momento do jogo. Não vou falar aqui, mas a gente adotou uma postura um pouco diferente, demos um pouco mais de espaço. Tiveram as chances do Boschillia, mas precisa falar nossas duas últimas: com Luciano e Geromel. E ainda a bola do Lucass. Teve um momento de superioridade de posse de bola do Inter. Mas a posse é muito dentro do campo deles. É muito bom o esquema de jogo do Internacional, mas é um pouco arriscado. O time se criou em determinado momento contra nós por conta de nossa postura, que foi diferente. Quando tivermos nosso meia, vamos jogar diferente. Jean Pyerre é um jogador diferente, mas ficou praticamente 5 meses parado. Aí o Inter se aproveitou disso."

"O Grêmio tem mais chutes a gol, o Inter teve duas bolas na trave, mas as duas chances mais claras foram do Grêmio. Houve uma superioridade do Inter no segundo tempo quando a gente adotou um esquema um pouco diferente e deu um pouco a mais de espaço. Quase pagamos por isso. Não fomos muito felizes com esse posicionamento do Everton. Depois voltamos ao normal e passamos a ter mais oportunidades".

"É vergonhoso. Para o Grêmio e para o Internacional. Vergonhoso porque são profissionais e colegas de profissão. Tem outros Gre-Nais, espero que não se repita. Senão, é bola de neve. Eles (jogadores) sabem que erraram, como nós sabemos. Não sei de que forma vão entender, mas sou contra a violência. O meu time não podia apanhar, tinha que se defender. Teve tumulto, já que está tendo, não vamos apanhar. Nem jogadores do Inter vão ficar para apanhar. Não é a primeira nem a última. Manchou a partida".

"Meu time vai jogar futebol. Se os caras baterem, meu time vai olhar? Não tenho time de freiras. Que o árbitro tenha personalidade para apitar o Gre-Nal. Se tiver que botar meu jogador para rua, que ponha. Mas do Inter também. Mas não vou levar um time de freiras para o Beira-Rio. Se jogarem futebol, nós jogaremos".

Geromel: "Vou falar sobre a parte que me toca, que é o futebol. As duas equipes buscaram jogar, foi um jogo aberto. Foi um bom espetáculo de futebol, infelizmente houve a briga no final."

"Todos somos culpados, todos temos uma parcela de culpa. Hoje, cada vez mais, o país está em um momento com uma polarização, onde ninguém mais respeita ninguém. Me sinto envergonhado, como capitão do Grêmio. A gente veio para jogar, para ganhar, queríamos ter dado um espetáculo pelo público. Infelizmente, no fim não aconteceu isso."

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

790 pessoas já votaram