Texto por Colaborador: Redação 16/03/2020 - 03:24

O vice-presidente de futebol do Inter, Alessandro Barcellos, deixou clara a posição favorável do clube à paralisação do Gauchão 2020, durante entrevista coletiva após a vitória por 4 a 1 sobre o São José, no domingo. Falando sobre os gargalos a nível de calendário e ressaltando a isônomia da FGF sobre o tema, o dirigente também rejeitou qualquer possibilidade de "greve" a nível institucional. Confira abaixo:

ENTREVISTA

DECLARAÇÕES / TEXTO

"Amanhã, na reunião da federação, a gente espera que essa decisão (de paralisar) seja tomada em relação ao Rio Grande do Sul. É uma questão maior que o futebol. O Internacional vai levar a posição de que o campeonato pare amanhã, tendo em vista todas as decisões tomadas no país, na América do Sul e no mundo. A Copa do Brasil parou, alguns estaduais já pararam também. Então, com esta decisão, é que vamos poder sentar junto ao Departamento de Futebol e planejar de que forma vamos enfrentar este período (...) Para nós, que ainda estamos no início, é importante que a gente já comece com ações preventivas para, minimamente, diminuir os efeitos desta pandemia".

"Precisamos ter um calendário mais definido, qual período, quanto tempo. É importante para que não se perca o planejamento (...) O Internacional não fará greve. Vamos com uma posição firme para a reunião de amanhã, para que o campeonato pare. É desta forma que vamos nos posicionar enquanto Clube."

Como seguir o calendário?: "Que não se jogue fora todo um trabalho de planejamento que já fizemos e não se perca com uma parada de muito tempo. A partir disso pensaremos nosso cronograma de treinamentos ou de parada. Já teríamos no calendário do futebol um novo muito grande no ano. Provavelmente com essa questão de saúde pública teremos um calendário mais apertado ainda, uma vez que deve-se parar as competições em nível nacional. Amanhã, na Federação, a gente espera que esta decisão seja tomada aqui no Rio Grande do Sul. É isso que a gente espera. Ter um grupo forte para enfrentar o calendário com a mesma forma de jogar, ter alternativas para que o time mantenha um padrão."

Sobre os atletas pararem de treinar por conta do Coronavírus: "Isso a gente ainda não decidiu. Precisamos de um calendário mais definido para que a gente possa planejar isso."

Atuação no Passo D'Areia: "Mesmo sendo uma equipe diferente da que atuou no último jogo da Libertadores, foi uma equipe que seguiu o conceito do treinador (...) A mecânica de jogo hoje, com um time diferente de quinta-feira, demonstra um trabalho de grupo."

Sobre jogar com portões fechados pelo Coronavírus: "Nós acreditamos que amanhã isso vai ser mudado e esperamos que o campeonato seja suspenso, especialmente com um prazo determinado, mesmo que ele se prorrogue."

ÁUDIO REGISTRADO VIA BAND-RS

Categorias

Ver todas categorias

Gustagol é um bom reserva para Paolo Guerrero?

Sim

Votar

Não

Votar

2664 pessoas já votaram