Texto por Colaborador: Redação 13/03/2020 - 20:00

A reconstrução institucional iniciada em 2017 começa a dar claros sinais de que está elevando o patamar e ameaçando de maneira cristalina o recente predomínio do maior rival, Grêmio. Após sair da Série B quase que "aos trancos e barrancos", nos anos posteriores o SCI claramente conseguiu se tornar competitivo, se classificando de maneira consecutiva na Libertadores e chegando em sua terceira final na história de Copa do Brasil. 

Todavia, ficou evidente que tanto a política de contratações da temporada passada como Odair Hellmann se mostravam ainda insuficientes, com o clube mirando um novo salto de qualidade no comando técnico e na política de mercado. Gastando até menos mas em nomes de maior qualidade, o Internacional em pouco mais de dois meses de Eduardo Coudet começa a oferecer sinais claros de que está construindo algo extremamente positivo

Após o GreNal 424 pela 2° rodada da Fase de Grupos, alguns númeris escancaram o fato de que o Inter - pela primeira vez desde o rebaixamento - incomodou e foi superior ao time de Renato Gaúcho, mesmo em seus domínios. Vamos a esses sinais? 

Segundo dados do jornalista Marcos Bertoncello, de GaúchaZH, em 15 clássicos disputados na Arena OAS, foi a primeira vez que o Colorado terminou o jogo com mais posse de bola do que o adversário. O empate em 0 a 0 teve 55% pelo lado vermelho contra 45% do Tricolor (mesmo levando em conta o futebol society disputado nos últimos 10 minutos).

Posse de bola em Gre-Nais na Arena
1x1 (2013) - 52% / 48%
1x1 (2014) - 51% / 49%
1x2 (2014) - 50% / 50%
4x1 (2014) - 60% / 40%
0x0 (2015) - 52% / 48%
5x0 (2015) - 57% / 43%
0x0 (2016) - 57% / 43%
0x0 (2016) - 69% / 31%
2x2 (2017) - 51% / 49%
3x0 (2018) - 61% / 39%
0x0 (2018) - 75% / 25%
1x0 (2019) - 64% / 36%
0x0 (2019) - 57% / 43%
2x0 (2019) - 59% / 41%
0x0 (2020) - 45% / 55%

Ademais desses números frios, uma análise racional e imparcial demonstram que de 4 tempos contra o maior rival, em 3/4 deles o Internacional foi superior. Enquanto ainda não podemos esquecer que Coudet está no comando em pouco mais de 2 meses de trabalho - versus quase 5 de Renato Portaluppi -, outros dados impactantes salientam essa perspectiva, com o time de Chacho tendo a 2° melhor média de defesa entre os clubes da Série A, além do 5° melhor aproveitamento e superioridade na posse de bola contra todos os adversários nos 14 jogos da temporada.

O Inter está voltando? Tudo indica que sim.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

673 pessoas já votaram