Texto por Colaborador: Redação 09/04/2020 - 15:50

Segundo informações do site GloboEsporte.com nesta quinta-feira a direção Colorada refaz cálculos de orçamento e se prepara para as dificuldades com os impactos financeiros devido a paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus. A ideia do clube é ter um plano de ação para reduzir os reflexos da crise no quadro social do clube. A diretoria prepara medidas para evitar o aumento da inadimplência nos próximos meses - algo que ainda não se refletiu na vida financeira do clube. O mês de março encerrou sem alterações bruscas nos pagamentos das mensalidades. Os associados rendem cerca de R$ 7,5 milhões aos cofres do clube.

O Inter analisará agora o impacto financeiro da pandemia nos próximos 15 dias antes de definir o plano. Serão oferecidas vantagens e benefícios para valorizar o sócio que mantiver os pagamentos em dia. A direção alvi-rubra entende que não pode abrir mão de qualquer receita neste momento e descarta um programa de descontos nas mensalidades. Há possibilidade ainda remota, de oferecer desconto a quem antecipar o restante do pagamento.

O raciocínio parte de um cálculo estimado: supondo que seja oferecido um desconto de 20% em uma mensalidade de R$ 50. O torcedor economizaria apenas R$ 10 mensais, e o clube teria uma perda de receita próxima a R$ 1 milhão. 

As mensalidades dos sócios são uma das principais fontes de receita do Inter, atrás apenas das cotas de televisão e da projeção de venda de jogadores, conforme o planejamento orçamentário da diretoria para o ano de 2020. A projeção orçamentária para o ano é de faturar R$ 89 milhões com os associados. Mas o cálculo será refeito com um reajuste para baixo no valor total. O Inter descarta fazer campanha de novos sócios neste momento.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

946 pessoas já votaram