Texto por Colaborador: Redação 19/02/2020 - 23:22

Longe de ter feito uma grande atuação mas seguro suficiente para não sofrer gols, essa foi a história do empate alvirrubro em 0 a 0 diante do Tolima, em um estádio que jamais viu vitória - ou até mesmo gol - de equipes brasileiras, na noite desta quarta-feira (19), pela Fase 3 da Copa Libertadores. Após um primeiro tempo fraco, com inúmeros erros de passes, o Clube do Povo controlou os colombianos na etapa final e deixou tudo para ser decidido em Porto Alegre. Como nos últimos jogos, faltou criatividade e chances de gol ao time de Coudet, que teve Paolo Guerrero completamente ilhado durante os 90 minutos.

Com o resultado, a decisão da vaga no Grupo E da Libertadores será na próxima quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio. A vitória dá a classificação ao Inter, enquanto empate com gols é do Tolima. 

A etapa inicial foi fraca de ambos os lados, mas com leve domínio da equipe de Ibagué. Após um pequeno início positivo gaúcho, inúmeros passes errados, erros defensivos e um Guerrero isolado resumiram a falta de consistência colorada até a ida ao vestiário. Com 7 finalizações do Tolima contra apenas 4 vermelhas, o erro técnico moldou a ineficiência vermelha em todos os setores. Com Fuchs nervoso, o lado direito defensivo era o principal setor explorado pelo adversário, mas que, por sorte, viu todas as chances não se resumirem em finalizações claras à meta de Lomba. 

No segundo tempo, os comandados de Chacho conseguiram impor uma marcação mais encaixada, acarretando em um duelo mais controlado pelo Internacional. Com menor intensidade nos erros de passes, o Saci conseguiu circundar a área rival, mas quase sem real perigo. Sem receber oportunidades, Paolo saia da área e tentava ajudar na criação, mas o resultado efetivo de chances para os alvirrbros só apareceram nos instantes finais, após finalização de Fuchs e Boschilia. Com 9 chances para cada lado, o empate resumiu um confronto de nível mediano para baixo, deixando tudo para ser decidido no Beira-Rio. 

DESTAQUE POSITIVO: CUESTA E BOSCHILIA

FICOU DEVENDO: FUCHS, LINDOSO, UENDEL E RODINEI

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Gustagol é um bom reserva para Paolo Guerrero?

Sim

Votar

Não

Votar

3106 pessoas já votaram