Texto por Colaborador: Redação 02/06/2020 - 04:57

Sete equipes vinculadas à Turner se juntaram e contrataram a empresa Livemode para negociar uma saída quanto às divergências existentes com a Turner, informa o portal UOL Esporte. 

Com o objetivo inicial de garantir os pagamentos de cotas do Brasileirão de 2020 - que foram suspensos desde o início da pandemia de coronavírus - se juntaram Bahia, Palmeiras, Santos, Athletico, Fortaleza, Ceará e Coritiba. Já o Internacional preferiu seguir negociando sozinho um acordo para rescindir o contrato. O motivo seria pelo fato do Colorado ser o único caso particular do bloco: enquanto todos os clubes listados tem vínculo que até 2024, o Inter assinou por apenas 2 anos.

É a primeira vez que as equipes negociam juntos os mesmos problemas que possuem com a programadora. A empresa contratada tem como um de seus sócios Edgar Diniz, fundador do Esporte Interativo e ex-executivo de esportes da própria Turner.

A relação entre Turner e clubes têm sofrido desgaste desde o final de 2019, quando a empresa enviou sua primeira carta demonstrando interesse em desfazer todos os acordos firmados até 2024. Nesse ano, a mesma notificação foi enviada.

A alegação da Turner é de que clubes feriram cláusulas do acordo ao aceitaram exibições de partidas em TV aberta para o local onde o jogo ocorre, por parte da Globo. Sendo assim, o produto contratado teria se tornado excessivamente alto por não atingir a audiência esperada.

O cenário ideal seria de um acordo conjunto entre os clubes e a Turner. Contudo, a possibilidade de rescindir contratos poderia causar disputas jurídicas e lutas por indenizações milionárias, o que não é bem visto por nenhum dos lados.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

1783 pessoas já votaram