Texto por Colaborador: Redação 17/03/2020 - 12:30

O Inter anunciou pela manhã desta terça-feira que o clube decidiu suspender todas as suas atividades por tempo indeterminado devido à pandemia do coronavírus. Os dirigentes Alessandro Barcellos, Rodrigo Caetano e o médico do clube Dr. Luiz Crescente, concederam coletiva nesta manhã para explicar a decisão. Confira como foi.

TEXTO:

Alessandro Barcellos: "Se exige uma responsabilidade muito grande com tudo aquilo que vamos fazer. É algo novo. Nunca enfrentamos algo parecido. É um desafio pra todos nós a partir de agora. Precisamos de medidas importantes. Estamos suspendendo todas as atividades no clube. Acreditamos que assim estaremos contribuindo com nossos atletas, com suas famílias e com todos. As informações dão conta de que essas medidas tem ajudado muito."

"Temos que ter outro olhar nos jogos quando retornar. Como disse o Dr. Crescente, depois de 15 dias já há danos físicos importantes. Vamos tentar reduzir ao mínimo os prejuízos."

Rodrigo Caetano: "Nossos atletas vão tomar as melhores medidas mesmo fora do clube. Eles vão receber instruções clinicas pra isso. Vamos assim tentar diminuir o impacto em meio a tudo que vem acontecendo. O mais importante é a saúde mundial. Os atletas virão, em pequenos grupos, ao clube para serem avaliados clinicamente com nossos médicos e para relatarem tudo o que vem ocorrendo com seus familiares. Dentro do possível, vamos oferecer as melhores condições."

"Essa vacinação já é procedimento padrão do clube. Vamos manter um controle nosso de revisão nos atletas. Eles vão receber orientações clinicas e médicas. Na questão física, é claro que teremos defasagem."

"É consenso o viés de alta que o Inter vinha tendo dentro de campo. Há também o impacto financeiro, mas isso é no mundo. Só mais na frente saberemos o tamanho dos estragos. Mas o mais importante é não ter estragos na saúde."

Dr. Luiz Crescente: "Estamos acompanhando as recomendações recebidas pelos órgãos de saúde. Junto a isso, estamos seguindo a orientação geral do futebol brasileiro. Estamos parando por um momento pra ir avaliando e tomando as medidas necessárias."

"Os atletas estão sendo orientados a ficarem em casa com suas famílias, sem ir pra shoppings, cinemas, mercados, sem contato com estranhos, evitando as chances de contágio, e precisam manter uma vida saudável. Os atletas serão vacinados contra a gripe, serão examinados clinicamente e serão liberados. O período em casa ainda é por tempo indeterminado. Enquanto não houver novidade dos órgãos de saúde, vamos manter esse processo."

"Difícil saber o prazo de paralisação. Não temos informações precisas sobre isso. Mas estamos vendo que onde as medidas de prevenção foram tomadas mais cedo, o tamanho da disseminação foi menor. Por isso estamos tomando essas medidas."

"O presidente acordou ontem com sintomas compatíveis com a possibilidade de ter Coronavírus. Ele acordou mais amolado que o normal. Por ter estado com as pessoas do clube, pra descartar qualquer possibilidade, ele fez a avaliação. Estamos aguardando o resultado do exame do presidente Medeiros. Leva em torno de três dias, mas ele já está bem melhor, se sentindo bem. Acreditamos que vá dar negativo e teremos essa boa notícia."

"O Departamento Médico vai permanecer de plantão aqui no CT. Estaremos prontos pra atender os atletas que tiverem sintomas e também os seus familiares."

"O exame é muito pouco resolutivo. Fazer agora, ia mostrar tudo negativo. Geraria um relaxamento, mas poderia se infectar já no dia seguinte. Fora que não há facilidade de conseguir os exames em todo o grupo."

Sobre a possibilidade de integrantes do clube estarem com Coronavírus: "Além do presidente, ninguém mais com queixa de sintomas."

Sobre as recuperações de Dourado e Peglow: "Vão permanecer fazendo seus tratamentos, mas vamos triplicar os cuidados de higienização."

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

674 pessoas já votaram