Texto por Colaborador: Redação 12/02/2020 - 00:00


Confira o compilado completo do que foi dito pelos jogadores após a vitória por 2 a 0, nesta terça-feira (11), pela Fase 2 da Copa Libertadores. Aliviados e satisfeitos com o nível demonstrado sob o comando de Eduardo Coudet, muitos jogadores tiveram também que projetar o GreNal deste sábado, pela semifinal do 1° turno. Abaixo as principais declarações na zona mista do Beira-Rio:

Guerrero: "Chegaram muitos companheiros que estão se entrosando e um novo treinador. Estamos captando a ideia dele. É um pouco diferente dos treinadores que passaram aqui no ano passado. Estamos muito bem, fisicamente estamos muito bem e é continuar trabalhando. Não podemos perder esse foco, todo mundo sabe qual nosso objetivo no ano".

"Nós estamos preparados para isso (GreNal). Vai depender do professor, ainda não sabemos. O clássico é importante, e queremos sair com a vitória".

"Clássico é clássico. Ainda mais aqui, como como se vive os clássicos, uma semana importantíssima para nós. Ganhamos hoje jogando bem, com intensidade e agora focamos no clássico que vai ser importante, agora descançar."

Sobre marcar no GreNal: "Preparando para fazer, mas para mim se eu tiver a chance vou fazer, mas o mais importante é ganhar."

Cuesta: "As vezes os primeiros defensores são os atacantes. Sem pressão nenhuma lá na frente a gente não poderia jogar nesse estilo. Então é muito importante o trabalho que faz o Paolo, D'ale, os volantes, e o trabalho, o entrosamento, o dia a dia, temos a confiança do treinador que é o mais importante."

Boschilia: "Na parte física, eu já estava trabalhando e não senti muito. É mais o ritmo de jogo. Faz 10 dias que estou aqui. O grupo me acolheu muito bem e o treinador dá dicas de como quer que eu jogue".

Edenílson: "Estamos demonstrando que temos um grupo forte, o pessoal que entrou hoje (terça-feira) está de parabéns. Ninguém se considera titular. Sabemos que o jogo vai ser complicado e quem entrar em campo vai dar o seu melhor. Clássico é sempre importante, é um jogo diferente. A preparação vai ser a mesma, mas a diferença tem de estar na nossa mentalidade".

"Todos os clássicos que joguei foram disputados, mas ainda vamos esperar o professor definir a equipe".

"A gente vem melhorando. Ainda erramos algumas saídas, mas o nosso campo é rápido. Nós temos um entrosamento do ano passado e, cada vez mais, vamos nos adaptando ao jogo do professor Coudet".

"A gente tem se acostumado com esse novo modelo de jogo. O tempo é primordial nesse início de trabalho. Somos uma equipe que joga bastante com a bola. Não nos preocupamos por não marcar gol logo no começo, nossa equipe treina bastante e sabíamos que eles viriam fechados. Arriscamos pouco de fora da área que era um pedido do Coudet".

Rodinei: "Todo mundo viu o trabalho que o Jorge Jesus fez, é um trabalho bem intenso. E é o que o Coudet faz. Mas não tem nada de comparação, são dois grandes treinadores".

Marcelo Lomba: "A gente sai com a sensação de dever cumprido. Muito bom poder jogar no Beira-Rio cheio, é algo que nos motiva muito (...) Em nenhum momento o Inter abriu mão de jogar, é nosso estilo de jogo. Vamos conseguindo os resultados pouco a pouco, com humildade".

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

884 pessoas já votaram