Texto por Colaborador: Redação 29/06/2020 - 00:00

No podcast Posse de Bola #38, o jornalista Arnaldo Ribeiro, do Sportv, analisou as medidas recentes da diretoria do Flamengo, dizendo que os clubes brasileiros que tentaram se distanciar dos demais não tiveram um sucesso duradouro nesta condição, além de chamar a atenção dos torcedores para o cuidado em relação a dirigentes e patrocinadores, como nos casos de Leila Pereira, no Palmeiras, e Rubens Menin, no Atlético-MG.

"Além de não termos um modelo ideal sustentável para um clube de futebol para o futebol brasileiro, a gente tem uma seguinte premissa: passando pelo torcedor, não seja torcedor de dirigente, não seja torcedor de patrocinador, seja torcedor do seu time, porque normalmente você vai estar enrascado, isso vai acabar rapidinho (...) Não tem essa fórmula mágica e, normalmente, o clube que está por cima e quer fazer, digamos, um voo solo, se descolar dos demais e ser um hegemônico, seja financeiramente, politicamente, normalmente, jogando sozinho ele não vai longe também".

"Nós não temos exemplos nos históricos do Brasil de modelos sustentáveis, seja com a parceria com estado, governo, governantes, seja com mecenas, fazendo um paralelo com o combate ao coronavírus, a gente não tem a vacina", conclui.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

1863 pessoas já votaram