Texto por Colaborador: Redação 04/05/2021 - 15:45

Nesta terça-feira o goleiro Colorado Marcelo Lomba concedeu entrevista coletiva virtual no CT Parque Gigante. O jogador da Academia do Povo respondeu as perguntas dos jornalista e projetou a partida contra o Olimpia do Paraguai pela Copa Libertadores da América, nesta quarta-feira, às 21 horas no Gigante da Beira-Rio. Confira como foi.

VÍDEO:

DECLARAÇÕES:

Sobre Guerrero: “O Paolo é um grande amigo e excelente profissional. O Inter também sempre honra os compromissos. Tem que conversar isso internamente e não publicamente. Temos que somar forças, ainda mais nesse momento se semifinal e Libertadores. Eu respondo por mim, na minha cabeça ele ta conosco até o final do ano. Se pensamos em títulos e em um grupo forte, contamos com ele.”

Sobre as últimas atuações: “A gente tem que reconhecer que o Juventude teve méritos e ganhou. Mas temos que falar também que pro jogo que temos, o campo estava muito ruim. A gente não conseguiu jogar muito por conta do campo também. A gente quer manter o nível de atuação contra o Deportivo, acredito que amadurecemos no sistema do Miguel. Estamos com uma expectativa boa, de voltar ao Beira-Rio em condições normais e voltar a jogar bem.”

Sobre o confronto contra o Olimpia: “Eu não ouvi falar nada sobre 89. Sei que o Olimpia é um grande clube, mas é um jogo que também decide a liderança do grupo nesse momento.”

Sobre Taison: “A gente conta muito com o Taison, é uma das estreias mais esperadas dos últimos tempos. Acredito que ele soma muito pra nós, em liderança, alegria. Além de ser driblador, ele tem uma alegria contagiante. O que eu tenho visto nos treinamentos nos empolga, eu posso passar isso pra torcida.”

“A história fala por si só, o Taison dispensa apresentações, já chega com liderança e referência pros mais jovens. Um cara multicampeão.”

Sobre o grupo na LA: “A chave está embolada, mas fora isso, o Inter é muito forte dentro de casa. Temos que usar isso em momentos decisivos. Com o revés na Bolívia, todos os outros jogos ficaram mais importantes.”

Sobre as críticas: “Eu só continuo trabalhando, ouvindo quem pode me ajudar, apoiado na minha família e sendo feliz pois visto uma grande camisa.”

Sobre sair jogando com os pés: “Deu um giro de 180 no trabalho dos goleiros. Com o Miguel estou totalmente inserido nisso, a grande mudança foi na nossa preparação. Isso tem dado mais conforto e evolução.”

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

574 pessoas já votaram