Texto por Colaborador: Redação 06/05/2020 - 03:00

Segundo informações do jornalista Alexandre Ernst, do canal Vozes do Gigante, pressionado pela crise econômica infligida pela pandemia de Covid-19, o Inter terá que tomar a dura decisão de demitir parte de seu quadro de funcionários. Seguindo os passos de Flamengo, Botafogo e Vasco, as demissões dentro do Beira-Rio deverão atingir cerca de 30% em praticamente todos os setores do clube. 

As dispensas deverão chegar, inclusive, até a um dos grandes ídolos da história do clube. A informação do jornalista Carlos Lacerda é que o ex-zagueiro Índio - que trabalha no relacionamento social alvirrubro, viajando até várias cidades do interior em festas de consulados, com o objetivo de angariar novos sócios - será um dos funcionários que será desligado. 

Segundo o consultor da Ernest Young Alexandre Rangel, via Agência Brasil, todas as receitas dos clubes estão travadas e a previsão é de que o quadro se agrave: “As autoridades não sabem dizer quando o futebol pode voltar. Há um cenário de indefinição e a tendência é a de que todos os [clubes usem todos os] artifícios legais: redução de salários, suspensão de contratos de trabalho e demissões. É inevitável".

O consultor também diz que, mesmo com a volta da normalidade, o dinheiro leva, em média, de 90 a 120 dias para entrar no caixa dos clubes: “Isso é só o começo do movimento, desesperador para a maioria, e ainda controlável para alguns”.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

1743 pessoas já votaram