Texto por Colaborador: Redação 27/12/2021 - 03:00

A grande campanha que Alexandre Medina fez à frente do Talleres neste ano desde sua chegada à Córdoba, em 2019, o colocaram em primeiro lugar na prateleira de treinadores do continente, ou pelo menos perto disso. Duvida? Recentemente "El Cacique" foi um dos três candidatos à Seleção do Uruguai. Meses antes, além de estar na mira de Inter e San Lorenzo, seu nome apareceu ligado ao River Plate. O comandante charrua esteve na lista de candidatos caso Marcelo Gallardo não continuasse em Buenos Aires. Mas de onde veio exatamente esta história?

Tudo começou mais precisamente no Nacional-URU, quando Gallardo dirigia e Medina atuava na conquista do campeonato uruguaio, através de um estilo de jogo que conquistou, de forma contundente, uma grande identificação com torcedores. Naquela época, Gallardo marcou os passos que Medina mais tarde seguiria em sua carreira como treinador. Recentemente, quando ambos se enfrentaram pela Liga da Argentina, Gallardo comentou sobre seu ex-comandado: "Eu o tive como jogador de futebol e hoje o tenho e o enfrento como treinador. Ele está fazendo um ótimo trabalho em Talleres em uma estrutura que também tem estado muito bem para além da perda de jogadores e de ter de se renovar definitivamente. Conheço-o e aprecio-o, gosto do que lhe acontece”. O ápice para seu púpilo, no entanto, ocorreria em 25 de agosto de 2019 no Monumental de Nunez, com o Talleres de Alexandre Medina vencendo o River de Gallardo por 1 a 0.

Com contrato terminando em Talleres no dia 31 de dezembro, outro fato chamou atenção: o Talleres propôs e fez de tudo pela renovação - com uma oferta supostamente chegando na casa dos 200 mil dólares - mas o treinador acabou preferindo deixar o clube em busca de novos horizontes.

Nascido em Salto, Medina começou a carreira no Huracán Buceo e chegou ao Liverpool-URU, time pelo qual se tornou artilheiro do Campeonato Uruguaio de 2003. Os 10 gols lhe valeram um contrato com o gigante Nacional-URU, onde se tornaria ídolo, goleador e campeão em 2005. Ao comemorar seus gols com "flechaços", ganhou o apelido que o acompanha até hoje: "El Cacique". Após passar pelo Cádiz e Racing Ferrol, da Espanha, voltou ao Nacional em 2008. Rodou por Arsenal-ARG, Unión Espanõla e River Plate-URU, antes de regressar ao Nacional.

Quando Gallardo se mudou para o River, Medina continuou por mais alguns anos até se aposentar no Fênix, em 2015. No ano seguinte começou a dirigir uma espécie de Nacional B e em 2018 saltou para a equipe principal, onde conquistaria o Apertura daquela temporada.

Em meados de 2019, o uruguaio também teve sua chance no futebol argentino e teve uma largada promissora no Talleres de Córdoba. Na verdade, além de bater o River apenas em seu quarto jogo - quebrando uma seqüência de 29 anos sem vitórias em Nuñez -, no início deste ano, o Talleres também triunfou contra o Boca na Bombonera, por 2-1, e após a partida Medina não rejeitou a comparação: "Não me incomoda que me comparem com Gallardo, estamos falando do melhor ou um dos melhores treinadores da América do Sul e um dos melhores do mundo; não me incomoda nem um pouco comparar o jogo do Talleres com o do River. Mas prefiro trilhar o meu caminho. Quero marcar o meu estilo ”.

Em Córdoba, passou a chamar atenção, somando 85 jogos, com 37 vitórias, 26 empates e 22 derrotas — aproveitamento de 53,7%. Neste período, o time dirigido por Medina marcou 119 gols e sofreu 94, com boas atuações desde sua chegada e levando o Talleres à final da última Copa Argentina, sendo protagonista do Torneio da Liga Profissional de 2021 em que terminou em terceiro e conseguindo uma vaga direta para a Fase de Grupos da próxima Liberadores da América.

Por fim, Cacique se avaliou, há algum tempo: “Nosso estilo (dele e Gallardo) se caracteriza por ser uma posse de bola de proposta e não de resposta. Procuramos ter o controle da bola, jogar mais tempo no campo adversário do que no nosso. Tentando criar circuitos, associação pelas laterais e finalização por dentro. Estamos convencidos de uma ideia: tenho que transmitir essa ideia aos jogadores ”.

Matéria Somos Colorados.com

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

1239 pessoas já votaram