Texto por Colaborador: Redação 14/08/2020 - 00:00

Os profissionais do Santos avaliara o revés de 2 a 0 para o Inter no Beira-Rio, pela 2° rodada do Campeonato Brasileiro. Embora tenha elogiado o time de Eduardo Coudet, o técnico Cuca reclamou da arbitragem de Marcelo de Lima Henrique. Confira as principais declarações no lado adversário:

Cuca: “Nós estávamos melhores naquele momento do segundo tempo. Tivemos outra postura, atitude, criamos oportunidade no começo com Marinho. Estávamos dominando a posse. Equipe ia pegando corpo, quando numa infelicidade, num erro, sofremos o gol”.

“Primeiro tempo não foi bom, mas no segundo melhoramos, equilibramos. Inter teve mais chances por cedermos o primeiro gol e terem contra-ataque. Tentamos, tivemos gol anulado também no impedimento. São coisas que temos que trabalhar. Temos que encontrar forma de jogar que dê corpo, sincronia nos setores. Em muitos momentos não tivemos isso. Foi jogo mais duro, Inter tem equipe com sistema adequado, treinador tem equipe na mão. Muita força, marcação pressão com três meias”.

Sobre a arbitragem: "Erro absurdo, a bola bate na mão porque ele foi derrubado. O Lomba bate nele. O VAR tem que chamar o arbitro porque é um lance interpretativo. Se ele foi derrubado não tem que dar mão, tem que dar o pênalti. É muito claro o pênalti, não é pouco (...) Não é choro, é segundo jogo e segundo erro gravíssimo. Não vou atribuir a isso, depois o Internacional fez o segundo gol, mas é consequência de se jogar no ataque. Sabia da necessidade de muito trabalho, temos que retomar a confiança". 

Kaio Jorge (atacante): “Precisamos ficar um pouco mais com a bola, começamos a jogar no segundo tempo, mas a equipe do Internacional saiu na frente. Tentamos correr, mas não deu”. Sobre o gol anulado pelo Var: “Foi um lance rápido, dominei no peito, se foi mão nem senti. Se o VAR viu que foi mão, não tem nem o que falar. Começamos bem o segundo tempo, mas sofremos o gol logo. Somos um time gigante, não podemos dar essas recaidinhas”.

Com a derrota o Peixe aumenta o jejum de não vencer o Inter no Beira-Rio desde o dia 30 de julho de 2008.

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

884 pessoas já votaram