Texto por Colaborador: Redação 24/09/2020 - 17:00

Segundo informações da ZH Esportes nesta quinta-feira, fervem os bastidores no Beira-Rio após a quarta derrota Colorada em Gre-Nal no ano. Aumentou e muito a pressão sobre o técnico Eduardo Coudet após o desastre na quarta. O treinador argentino não corre risco de demissão, no entanto, ele será cobrado para manter as boas colocações no Brasileiro e vaga na Libertadores. Mas acima de tudo, vencer o próximo clássico daqui a nove dias, na Arena do Grêmio.

De acordo com as informações do jornal, a avaliação dos bastidores do clube é de que as críticas públicas ao grupo poderiam não ser bem recebidas pelos atletas alvi-rubros. Além disso, a diretoria entende que deu ao treinador reforços e estrutura diferenciados em comparação com a média do futebol no continente.

Outro fato que pesa, é que depois de ontem, o treinador já perdeu boa parte do crédito que tinha com a público em geral. Ainda assim, apesar das dificuldades, uma eventual mudança não é ainda cogitada, especialmente pela confiança da direção na capacidade do treinador e nos resultados já conseguidos com ele, com alguns bons desempenhos.

Segundo informações na tarde desta quinta do repórter Cristiano Silva da rádio Guaíba, o Inter fará mudanças no comando do futebol. Segundo o jornalista, Alessandro Barcelos não será mais vice de futebol do clube, e poderá até sair hoje, pedindo demissão para concorrer na eleição pela oposição ou será demitido amanhã pelo presidente, Marcelo Medeiros. Com isso, Rodrigo Caetano seria o homem forte do futebol até o final da gestão.

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1666 pessoas já votaram