Texto por Colaborador: Redação 10/10/2021 - 00:36

Em entrevista na tarde deste sábado ao programa Tarde de Futebol, da Rádio GreNal, o vice de futebol colorado, Emílio Papaléo, projetou o encerramento da temporada. Mesmo deixando claro que o clube ainda vislumbra uma vaga direta para a próxima Copa Libertadores, a realidade interna é de projetar jogo a jogo, em uma competição que não oferece facilidades. Elogiando o jovem colombiano Juan Cuesta, o dirigente também admitiu um erro de planejamento em 2021. Confira as principais declarações: 

Meta neste fim de temporada: “Nós estamos em um permanente objetivo no campeonato, que é o jogo a jogo. Queremos seguir disputando a vaga na libertadores e se for direta, melhor ainda (...) Não tem jogo fácil no campeonato. A Chapecoense está com uma necessidade tremenda de pontuar. Eles tiraram pontos do Atlético-MG, São Paulo e Bragantino, mas esperamos fazer um bom jogo amanhã e garantir os 3 pontos”.

Sobre o desfalque de Guerrero: “Nós temos reposição. Temos o Cadorini, que não estava no último jogo. Mas o Yuri nos representará muito bem”.

Situação do Grêmio: “Nós deixamos as coisas do Grêmio com o Grêmio. Não faço essa relação de que temos uma motivação a mais por conta da situação do co-irmão”.

Possíveis contratações para 2022: “Nós tratamos essas negociações internamente. Vou me abster de falar sobre isso no momento. Nosso foco é somente na chapecoense amanhã”.

Juan Cuesta: “Ele tem nos dado muita confiança e segurança nos treinamentos. É uma bela opção para o treinador e não será nenhuma surpresa se ele entrar durante a partida”.

Sistema de jogo: “Primeiro temos que ver o plantel que temos na mão. Talvez um dos equívocos que cometemos lá atrás é ter tentado mudar o estilo de jogo sem ter peças para isso (...) Essa questão do modelo de jogo varia conforme as circunstâncias. No nosso estádio temos que jogar pra frente.”

Não adiamento das partidas: “Se tivéssemos uma parada tão grande com o adiamento de 3 partidas também não é bom. Deve haver uma organização melhor e uma fixação de critérios, mas bola pra frente”

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

68 pessoas já votaram