Texto por Colaborador: Redação 12/05/2020 - 18:48

Nesta terça-feira o goleiro do Ceará, Fernando Prass, citou a tentativa dos clubes do Rio Grande do Sul de voltar aos treinos e criticou o posicionamento do Governo Federal de sinalizar para um retorno da temporada. Confira os principais trechos.

TEXTO:

O posicionamento do Governo Federal de sinalizar para retorno não deve ser determinante: "Decidido que os municípios e estados têm autonomia para traçar seus planos em relação à pandemia. Então, não cabe ao Governo Federal reger isso aí. São os prefeitos e governadores que vão tocar, junto aos órgãos competentes, a volta dos esportes. E eu acho que é um posicionamento (do Governo Federal) que não leva a nada. Eles mesmos sabem que não adianta nada".

"São muitos estados, muitos municípios, várias regiões, cada uma com sua particularidade, com seus problemas. Uns mais, outros menos. Então fica um posicionamento meio sem sentido, muito vazio, dizer que autoriza o retorno do futebol".

Retorno dos times do Rio Grande do Sul aos treinos: "E outra, os governos estaduais e municipais, todos, dando parecer contrário à, neste momento, volta dos esportes. Em relação aqui a Fortaleza, acho que é muito nítido que não tem condições, né?! No Rio Grande do Sul, que tinha 10 vezes menos mortes que o Ceará, os clubes retornaram e agora foi vedado de novo o treino, mesmo que naquele esquema de distanciamento dos atletas. Então como é que o Governo Federal vem e dá um parecer favorável à volta do futebol? É uma coisa meio estranha e completamente, na minha visão, descabida".

Treinos online: "O treino online é uma maneira de minimizar os prejuízos. O clube consegue monitorar, direcionar e incentivar os jogadores. Eu acho que temos que focar na parte física para quando voltarmos, recuperarmos somente o tempo perdido com a bola".

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

2991 pessoas já votaram