Texto por Colaborador: Redação 18/02/2020 - 15:27

Em reunião nesta segunda-feira (17), na sede da CBF, os clubes da Série A avançaram para confirmar alterações na premiação do Brasileirão, incluindo também as quatro equipes rebaixadas para a Série B. Assim, o valor mínimo seria de R$ 4,6 milhões. A aprovação deve ser oficializada na reunião do conselho técnico, no próximo dia 27. Anteriormente os prêmios paravam até o 16º colocado. Quem caía para a Série B não recebia nada. 

Com a alteração no formato, o campeão irá receber cerca de R$ 1,3 milhão a menos do que o Flamengo recebeu em 2019. No ano passado, o Rubro-Negro carioca faturou R$ 33 milhões com o título do Brasileirão.

“Foi proposto uma nova tabela, que começa com R$ 4,6 milhões para o último colocado e termina com R$ 31 milhões para o campeão. Houve a aceitação de forma unânime pelos presentes na reunião. Agora é colher a assinatura desses clubes presentes e ver se esses quatro ou cinco que estavam aqui aceitam essa proposta. Pelo que entendemos de reuniões anteriores não há objeção de nenhum clube”, disse Alexandre Campello, presidente do Vasco e da comissão.

VEJA A POSSÍVEL NOVA PREMIAÇÃO DO BRASILEIRÃO:

1º – R$ 31,7 milhões

2º – R$ 30,1 milhões

3º – R$ 28,4 milhões

4º – R$ 26,8 milhões

5º – R$ 25,1 milhões

6º – R$ 23,5 milhões

7º – R$ 21,8 milhões

8º – R$ 20,2 milhões

9º – R$ 18,5 milhões

10º – R$ 16,9 milhões

11º – R$ 12,9 milhões

12º – R$ 11,9 milhões

13º – R$ 10,9 milhões

14º – R$ 10,6 milhões

15º – R$ 10,3 milhões

16º – R$ 9,9 milhões

17º – R$ 5,5 milhões

18º – R$ 5,1 milhões

19º – R$ 4,8 milhões

20º – R$ 4,6 milhões

 

Categorias

Ver todas categorias

Gustagol é um bom reserva para Paolo Guerrero?

Sim

Votar

Não

Votar

3106 pessoas já votaram