Texto por Colaborador: Redação 10/08/2020 - 00:30

Ressaltando que prioridade da CBF será de recolocar as competições em disputa no país, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Caboclo, afirmou que não há uma data para que os estádios brasileiros possam ter novamente a presença de público, em declarações ao jornal Estadão:

“A medida mais importante é a manutenção das competições. Isso (a volta da torcida) depende da involução da pandemia e do posicionamento das autoridades de saúde”, explicou Caboclo, para complementar. “Não há dúvida de que jogar sem torcida priva os clubes de receita tão importante. E os clubes estão contornando isso de forma criativa, em especial com o sócio-torcedor. A CBF está atenta a isso e está tomando diversas medidas de apoio, como antecipação de receitas sem juros, doações, isenções e outros apoios. Já chegamos a R$ 125 milhões. E isso significa manter os contratos de direitos e patrocínio, além de manter os torcedores conectados”, disse.

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1066 pessoas já votaram