Texto por Colaborador: Redação 03/09/2021 - 00:00

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, falou sobre o retorno do público nos estádios do RS em entrevista concedida na última quinta-feira a Band e GZH. O retorno dos torcedores aos estádios gaúchos ocorrerá com uma série de protocolos sanitários no esforço de reduzir riscos de exposição à covid-19. Entre as medidas, os torcedores deverão permanecer exclusivamente sentados, com distanciamento de 1 metro e uso obrigatório de máscara. Estádios poderão receber público até 40% da capacidade, com limite máximo de 2,5 mil pessoas, mesmo para arenas maiores. Torcedores serão espalhados em diferentes setores, cuja limitação também será de 40% para evitar multidões. Nesse sentido, Luciano avaliou o panorama de momento: 

"A decisão tomada pelo Gabinete de Crise ontem ela foi baseada em indicadores que dão a segurança para o governo de liberar a retomada gradual do público nos estádios (...) Eu acho que isso (situação em Belo Horizonte) validou também, de certa forma, a decisão do quantitativo limitador. Esse limitador teve também uma cautela necessária para que gradativamente possa chegar em um quantitativo maior."

Sobre a possibilidade de ampliar a quantidade máxima de pessoas: "Eu entendo que, nessa situação de saúde, o termo negociar é complicado. Esse tipo de segurança (sanitária) pra mim é inegociável."

"Aquele clube que seu torcedor descumprir os protocolos vai descumprir também o regulamento e, consequentemente, pode ter penalidades aplicadas pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), sem prejuízo de atuação do Ministério Público, que é o órgão competente para fiscalizar a execução das leis".

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1422 pessoas já votaram