Texto por Colaborador: Redação 05/04/2020 - 00:11

Devido à paralisação dos campeonatos, abriu-se a discussão sobre o calendário do futebol brasileiro, mas também em relação aos salários dos jogadores. Enquanto alguns clubes pensam em pagar apenas 50% dos vencimentos dos atletas neste período, o Inter ainda avalia o prejuízo antes de negociar diretamente com os jogadores. Nesse contexto de pandemia e incertezas, o presidente do Santos, José Carlos Peres, garante que tentará ao máximo honrar seus compromissos até o final da pandemia, mas alerta de que todos os clubes precisam um do outro:

"Esta peste veio para nos mostrar que não vivemos sozinhos. Vamos ter de aprender que todos dependemos uns dos outros. Um clube também depende um do outro", disse o mandatário santista, em entrevista ao site do Globo Esporte.

No Beira-Rio, um levantamento está sendo formulado para as próximas semanas, contemplando três cenários de paralisação: por 30, 60 ou 90 dias. A partir daí serão tomadas medidas que poderão acarretar, por exemplo, em cortes no quadro de funcionários. Por hora, o presidente Marcelo Medeiros adiantou que ordenou que cada departamento tente cortar 30% das despesas.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

802 pessoas já votaram