Texto por Colaborador: Redação 25/03/2020 - 15:00

A rádio Gre-Nal conversou nesta quarta-feira pela manhã com Paulo Mocellin, Presidente do Sindicatos dos Atletas do RS, que falou a respeito da situação atual da crise do coronavírus no futebol. Confira os principais trechos.

TEXTO:

"Data pra terminar o Gauchão 2020 não existiria. Digamos que volte em maio, então os jogadores precisariam de tempo de preparação. Os clubes que não tem calendário nacional precisariam contratar tudo de novo."

"A CBF teria que dar um aporte financeiro para a Federação Gaúcha. Além do Gauchão, temos a Divisão de Acesso que ficará para o segundo semestre. A CBF não pode só mexer nas datas, tem que dar a solução, dar suporte."

"O Sindicato não assina decisão alguma sem o aval dos atletas. A princípio, o que está mais sendo aceito por eles é a questão das férias coletivas sendo antecipadas."

"Pagamento de março integral e férias antecipadas é o que mais tem se aproximado. Mas ainda é um início de tendência pra isso. Essa deve ser a proposta dos atletas pra abrir negociação."

"Querendo, fazendo uma forcinha, eu sei que há possibilidade de pagar o que os atletas estão pedindo. A CBF tem que se mexer também, tem que ajudar. Tem atletas de clubes menores que vão sofrer com essa situação."

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1003 pessoas já votaram