Texto por Colaborador: Admin 21/01/2020 - 15:18

Restando apenas dois dias para a estreia do Inter no Campeonato Gaúcho 2020, os Estaduais de 2020 começam nesta penúltima semana de janeiro com redução nas cotas de transmissão da TV em relação ao que se pagou até temporada passada. A maioria dos clubes, mesmo com dinheiro de menos a receber em 2020, tem contrato assinado com a TV Globo. Apenas o Flamengo briga com a emissora em busca de uma cota maior na transmissão do Campeonato Carioca. 

Em relação à última edição, o Gauchão terá o acréscimo de apenas R$ 1 milhão no montante pago pela RBS. Segundo reportagem do jornal Zero Hora, o contrato de transmissão foi renovado por mais duas temporadas. 

Para 2020, o aumento da verba da televisão ocorreu basicamente na dupla GreNal, com R$ 500 mil para cada – não por acaso, esta competição tem uma das maiores concentrações de receita, com 70,2% da cota repartida entre os gigantes da capital. A cota do Juventude também subiu, de R$ 1,0 mi para R$ 1,5 mi, mas por uma questão técnica. Entre os clubes intermediários do Rio Grande do Sul há uma bonificação de R$ 500 mil em caso de participação na Série B – e o time de Caxias do Sul obteve o acesso nacional em 2019.

A título de comparação, o Inter receberá 13 milhões de reais, enquanto que os gigantes Paulistas R$ 26, e os cariocas R$ 15 (tirando o Fla, que não renovou).

Campeonato Gaúcho de 2020 // Contrato: Globo (2020-2021)
-Plataformas: tevê aberta (RBS TV), fechada (SporTV) e pay-per-view (Premiere)
-Alcance da TV aberta: RS (11,20 milhões de telespectadores)
-12 clubes (de 11 a 17 jogos para qualquer participante)
-Cota de TV (total): R$ 37 milhões
-Premiação: nada (via emissora)

Cota 1 (2 times) – R$ 13,0 milhões (Grêmio e Internacional)

Cota 2 (2 times) – R$ 1,5 milhão (Brasil de Pelotas e Juventude)

Cota 3 (8 times) – R$ 1,0 milhão (Aimoré, Caxias, Esportivo, Novo Hamburgo, Pelotas, São Luiz, São José e Ypiranga)

Diferença entre a maior cota e a menor: 13,0x (ou R$ 12,0 milhões)

COMPARE COM OUTROS ESTADUAIS:

Paulistão de 2020

Globo (2016-2022)

Plataformas: Globo (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

16 times (de 12 a 16 jogos para qualquer participante)

Cota total: R$ 187,79 milhões

Cota total de TV: R$ 176 milhões

Cota 1TV: R$ 26 milhões – Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

Cota 2 TV: R$ 6 milhões – Água Santa, Botafogo, Bragantino, Ferroviária, Guarani, Inter de Limeira, Ituano, Mirassol, Novorizontino, Oeste, Ponte Preta e Santo André.

Premiação do Paulistão 2020*
premiação total: R$ 11,79 milhões
Campeão – R$ 5 milhões
Vice-campeão – R$ 1,650 milhão
3º lugar – R$ 1,080 milhão
4º lugar – R$ 850 mil
5º lugar – R$ 500 mil
6º lugar – R$ 450 mil
7º lugar – R$ 420 mil
8º lugar – R$ 400 mil
9º lugar – R$ 220 mil
10º lugar – R$ 200 mil
11º lugar – R$ 180 mil
12º lugar – R$ 150 mil
13º lugar – R$ 130 mil
14º lugar – R$ 100 mil
Campeão do interior – R$ 360 mil
Vice do interior – R$ 100 mil

Carioca 2020

Contrato: Globo Rio (2017-2024), inclui SporTV e pay-per-view
Alcance da TV aberta: 56,8 milhões de telespectadores
16 clubes (de 11 a 18 jogos para os grandes)

Cota: R$ 83,6 milhões
Premiação: R$ 7,9 milhões
Total: R$ 91,5 milhões

Cota 1 – R$ 15 milhões (Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco)
Cota 2 – R$ 4 milhões (Boavista, Madureira, Nova Iguaçu e Volta Redonda)
Cota 3 – R$ 2 milhões (Bangu e Portuguesa)
Cota 4 – R$ 800 mil (Macaé e Resende)
Cota 5 – R$ 500 mil (América, Bonsucesso, Cabofriense e Goytacaz)

Premiações: Campeão estadual (3,5 milhões); vice estadual (1,5 milhão); Taça Guanabara, 1º (1 milhão), 2º, (150 mil), 3º (150 mil) e 4º (150 mil); Taça Rio, 1º (1 milhão), 2º, (150 mil), 3º (150 mil) e 4º (150 mil)

 

Mineiro de 2020

contrato exclusivo: Globo (2017-2021)

Plataforma: Globo Minas (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

12 clubes (de 11 a 16 jogos para qualquer participante)

Cota Total de TV: R$ 41,6 milhões*

Cota 1 TV: R$ 14,3 milhões – Atlético-MG e Cruzeiro

Cota 2 TV: R$ 4 milhões – América-MG

Cota 3 TV: R$ 1 milhão – Boa Esporte, Caldense, Coimbra, Patrocinense, Tombense, Tupynambás, Uberlândia, URT e Villa Nova

 

Fontes: Luiz Antonio Prosperi 

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

1793 pessoas já votaram