Texto por Colaborador: Redação 28/11/2020 - 23:00

Escalando a zaga titular de grande sucesso das temporadas de 2018 e 2019 - após Coudet optar por Zé Gabriel - o Colorado foi ao estádio Antônio Accioly em busca da primeira vitória do returno, pela 23° rodada, tendo o retorno de Patrick (pós-lesão) e Yuri ao lado de Galhardo no ataque, além de D'alessandro, na criação. Todavia, as coisas não saíram exatamente bem, com o SCI chegando a seis partidas sem vitórias na Série A em um empate sem gols. Defensivamente a equipe comandada por Leomir pouco sofreu durante os 90 minutos, mesmo com 10 em campo, mas, ofensivamente, as dificuldades foram claras. Apesar disso, as melhores chances em Goiânia foram alvirrubras (com 7 defesas de Jean e apenas 1 de Lomba ao todo), mas um pênalti desperdiçado por Galhardo e outra chance livre de Fernandez sacramentaram mais um tropeço vermelho. A má fase não termina e o resultado é péssimo para o Internacional, em queda livre na competição.  Com o empate, o Inter chega a 37 pontos e segue em quarto lugar na tabela de classificação. O Colorado se mantém no G-4 graças ao saldo de gols: tem 11, contra 10 do Palmeiras e sete do Santos, times com a mesma pontuação. 

Na sequência, o Internacional recebe o Boca Juniors quarta-feira, em duelo de ida pelas oitavas de final da Copa Libertadores, às 21:30, e retorna pelo Brasileiro no próximo domingo (6) frente o Atlético-MG, às 18h15, pela 24° rodada, no Mineirão. 

Um primeiro tempo com os donos da casa imprimindo velocidade e bastante agressivos nos 15 iniciais, mas com o Inter controlando e conseguindo impor seu ritmo, ainda que com certa lentidão, nos 2/3 finais. Com Lomba não sendo chamado em nenhuma defesa, os melhores momentos alvirrubros vieram em trocas de passes pelas laterais, com Patrick, Yuri Alberto e Lindoso tendo as melhores oportunidades. Ainda assim, 45 minutos de muita marcação viu apenas 4 finalizações goianas contra 6 gaúchas.

No segundo tempo, o Inter não voltou bem, sendo pressionado e sem conseguir marcar nem agredir de maneira eficiente. Ainda assim, a equipe teve algumas escapadas e conseguiu até a marcação de um pênalti, desperdiçado por Galhardo (o segundo consecutivo após América-MG x Inter pela Copa do Brasil). E quando a fase não ajuda, nada dá certo. Minutos depois, o Colorado ainda ficaria com 10 homens, após expulsão de Moledo, pelo segundo amarelo. Com pouca ofensividade, Leomir trocou a formação trazendo sangue novo e maior sustentação defensiva, e a ideia deu certo, com os goianos sem assustar em quase nenhum momento. No final, duas boas oportunidades para os visitantes, em chutes de Heitor e Fernandez, mas sem sucesso. Ao todo, 8 finalizaçõoes do Dragão e 12 do Saci resumem um empate justo - ainda que com o SCI levemente superior - mas longe de ser o suficiente.

DESTAQUE POSITIVO: CUESTA E HEITOR

FICOU DEVENDO: GALHARDO, DALESSANDRO

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Miguel A. Ramírez é o nome certo para comandar o Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

576 pessoas já votaram