Texto por Colaborador: Redação 17/05/2021 - 18:30

Depois de duas derrotas seguidas sofrendo viradas no segundo tempo (2 a 1 na Venezuela para o Deportivo Táchira e no clássico Gre-Nal no Beira-Rio) o sinal de alerta tocou dentro do Gigante nas márgens no Guaíba. Após o desastre da equipe Colorado nos dois tempos finais dos dois últimos jogos, o Inter se vê em uma situação nada confortável e não poderá mais errar nos próximos dois jogos, diante do Olimpia nesta quinta-feira no Paraguai pela Copa Libertadores da América, e no próximo domingo no duelo de volta da final do Campeonato Gaúcho contra o arqui-rival.

Após as claras deficiências individuais mas também coletivas, o técnico Miguel Ángel Ramírez deve fazer algumas alterações na formação da equipe, seja por desgaste físico devido ao calendário apertado, mas também pela falência de desemepenho de várias peças. Por enquanto, a única novidade certa é o meia-atacante Taison, que retorna ao time na Libertadores e será titular no Paraguai.

O chileno Carlos Palacios, uma das grandes decepções até o momento da temporada deve perder a titualridade, com Caio Vidal e Marcos Guilherme aparecendo como as opções. O atacante Yuri Alberto também é outro que tem chances de começar, seja na ala ou no comando do ataque. Na defesa, o zagueiro Lucas Ribeiro pode aparecer no lugar do fracasso completo que tem sido Zé Gabriel. A questão física ainda pode determinar que Moisés, Rodrigo Dourado e Edenilson possam ser desfalques devido a sequencia de jogos.

A definição da equipe será encaminhada no treinamento da próxima quarta-feira, dia da viagem da delegação alvi-rubra para o Paraguai.

Provável time: Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson (Nonato) e Taison; Caio Vidal (Marcos Guilherme) Thiago Galhardo (Yuri Alberto) e Maurício (Yuri Alberto).

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1394 pessoas já votaram