Texto por Colaborador: Redação 26/03/2021 - 00:00

O jornalista de GZH, Rodrigo Oliveira, deu conta de um detalhe importante que pode atrapalhar a tão sonhada vinda de Taison, hoje no Shakhtar Donetsk, pelo menos pensando a curto prazo em seu provável retorno ao Beira-Rio.

De acordo com o repórter, o atual panorama indica que o atacante só poderia estrear pela Clube do Povo a partir de 1 de agosto. Por estar atuando fora do Brasil, o pelotense de 33 anos teria que esperar a abertura da janela de transferências de inverno e, com isso, só poderia jogar a Libertadores a partir das quartas de final, ademais de perder boa parte do Campeonato Brasileiro, que terá início no dia 29 de maio .

Com contrato  até o dia 30 de junho, a única possibilidade de registrar jogadores nesta condição antecipadamente seria contratá-los ainda durante a atual janela de transferências, que expira no dia 23 de maio.

Para isso, a gestão de Alessandro Barcellos teria que alcançar um acordo com os ucranianos, o que no momento é considerado inviável pelo momento financeira alvirrubro. Nesse contexto, a ideia dos dirigentes é aguardar o término do contrato para assinar a partir de julho, sem a necessidade de negociação com os europeus.

Como as oitavas de final da Libertadores estão previstas para 14 e 21 de julho, os clubes brasileiros só poderão utilizar jogadores contratados do Exterior que tenham sido registrados na janela de verão. Caso contrário, esses reforços só poderão ser utilizados a partir das quartas de final, previstas para 11 e 18 de agosto.

A única possibilidade de os clubes utilizarem nas oitavas atletas vindos do exterior após 30 de junho seria se a CBF solicitasse à Fifa a antecipação da janela de transferências para julho, estando a decisão sujeita à avaliação exclusiva da entidade máxima do futebol.

Ainda assim, internamente o SCI está confiante na sua vinda em 2021, com o atleta assinando um contrato de 3 anos.

 

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

574 pessoas já votaram