Texto por Colaborador: Redação 15/03/2020 - 21:45

Surpreendendo ao escalar uma equipe com Pottker no comando de ataque (sem Gustavo), além de ter apenas Saravia e Edenílson dos considerados titulares, o Inter foi ao estádio Passo D'Areia e não tomou conhecimento do São José, no encerramento da 3° rodada do returno do Gauchão. Sem público devido ao caos do coronavírus, os colorados golearam por 4 a 1 o Zequinha, rival que recentemente sempre foi uma pedra no sapato colorado atuando no péssimo gramado sintético na zona norte de Porto Alegre. Com gols de Edenílson, Nonato 2x e Thiago Galhardo, o Rolo Compressor venceu ao natural após um primeiro tempo forte e um segundo mais "tranquilo". Com a vitória, o Internacional é líder isolado do Grupo A do Gauchão no segundo turno, com sete pontos. 

Agora, na teoria, o Clube do Povo tem pela frente o GreNal no próximo sábado, às 19h, no Beira-Rio, pela 4ª rodada do segundo turno do Gauchão, mas resta saber, porém, se a rodada não será suspensa por conta da crise do coronavírus. Uma reunião na sede da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) na manhã desta sexta-feira definirá sobre a paralisação do campeonato.

A etapa inicial foi de um jogo bastante agradável de se assistir, com poucas faltas e domínio colorado após dois belos gols. Tirando um início de pressão do Zequinha, os comandados de Chacho & Cia foram se soltando e, liderado pelas boas atuações de Patrick, Edenílson e Moisés, somaram 9 finalizações, muitas delas com perigo (Pottker 2x) além dos gols de Edenílson e Nonato. Pelo time da casa, 4 finalizações, em um jogo controlado pelo Clube do Povo.

No segundo tempo, o time de Everton Vanoni passou a pressionar o Inter, que já sem o mesmo ímpeto, se desorganizou e passou a sofrer com as perdas de bola no meio de campo. Mesmo sem construir e dominar com a mesma consistência, o alvirrubro ampliou para 3 a 0 em lindíssima jogada de Patrick na esquerda, que sozinho, fintou o marcador e deixou para Thiago Galhardo tocar para Nonato, enquanto que o camisa n° 17 sacramentou a goleada em batida seca de pênalti, sem chances para Fábio, instantes depois. Com 15 finalizações (contra 13) e cada vez mais soltos, os reservas - assim como a equipe considerada titular - parecem compreender com maior nitidez o sistema e as exigências de Chacho, demonstrando também uma interessante cara de time e aumentando a confiança do grupo para o restante do ano.   

DESTAQUE POSITIVO: PATRICK, EDENÍLSON

FICOU DEVENDO: SARRAFIORE

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

675 pessoas já votaram