Texto por Colaborador: Redação 02/12/2020 - 23:00

O Inter recebeu o Boca Juniors sem muitas surpresas na escalação tentanto reverter o péssimo momento frente nada mais nada menos do que o atual campeão do país vizinho, que ainda veio ao Beira-Rio sem nenhum desfalque frente um colorado - até então invicto - contra argentinos no Beira-Rio. Mas, o mesmo filme se repetiu novamente, com o time tropeçando e sofrendo um gol inacreditável, que não se vê nem no sub-11. Após duas etapas parelhas e chances para os dois lados, uma falha defensiva amadora decretou a desvantagem no placar, com o SCI precisando de uma vitória por dois gols de diferença na Bombonera. Se devolver o placar desta noite, a decisão vai para os pênaltis. Devido ao saldo qualificado, o time gaúcho também fica com a vaga se fizer 2 a 1, 3 a 2, assim por diante.

Na sequência, o Internacional visita o Atlético-MG no domingo (6), pelo Brasileiro, no Beira-Rio, às 18:15.

Um primeiro tempo bastante parelho, de poucas faltas mas com dificuldades na criação - devido ao gramado encharcado - viu algumas emoções nos 45 minutos iniciais. O Colorado começou melhor logo após o apito do árbitro, quase marcando com Patrick e Lindoso, mas viu os argentinos melhorarem dos 25 em diante, quase sempre através do pouco encaixe da marcação gaúcha sobre os rápidos e habilidosos alas Xeneizes. Sem poderem trocar muitos passes, o jogo se desenrolou em um ataque vs ataque, com pouca criação, com o Boca tendo superioridade no mano a mano sobre os laterais vermelhos (além de um Zé Gabriel com péssima participação em pelo menos três oportunidades).  

No segundo tempo, o jogo se manteve no mesmo padrão, com o Inter até superior e pressionando em chances claras com Heitor e Lindoso, mas um erro de nível de várzeal simplesmente colocou tudo a perder, após Uendel e Zé Gabriel assistirem os atacantes Xeneizes marcarem. Novamente desesperado e se perdendo de vez em campo, Abel mudou o time com Fernandez e Nonato, enquanto Patrick perdeu outra chance na frente de Andrada, com ambas equipes finalizando 10 x 11 vezes respectivamente. 

DESTAQUE POSITIVO: DOURADO

FICOU DEVENDO: ZÉ GABRIEL

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Miguel A. Ramírez é o nome certo para comandar o Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

576 pessoas já votaram