Texto por Colaborador: Redação 12/11/2020 - 19:37

Uma informação divulgada no programa Súper Fútbol, do canal argentino TyC Sports, confirma o que o presidente do Inter, Marcelo Medeiros, disse na segunda-feira, alegando que foi surpreendido com o pedido de demissão de Eduardo Coudet, no domingo passado. Um dos integrantes da atração televisiva revelou que o ex-técnico entrou em contato telefônico com o jogador Pol Fernández, do Boca Juniors, na última sexta para levá-lo para o Celta de Vigo, o novo clube do treinador.

Desta forma, Chacho teria entrado em contato com o meia, que chegou a interessar ao Inter em janeiro, três dias antes de anunciar que tinha aceitado a proposta do clube espanhol. 

Fernández foi atleta de Coudet no período em que esteve no Racing e acabou negociado com um clube do México em 2019. Voltou ao seu país de origem neste ano. O treinador costuma ligar para os jogadores conhecidos para motivá-los a aceitar as propostas.

“Infelizmente, o projeto com Eduardo Coudet e sua comissão técnica terminou ontem, após o jogo contra o Coritiba. Sendo a saída do treinador, iniciativa única e exclusiva do Eduardo Coudet. Em nenhum momento, pensamos em ter outro treinador nesta e na próxima temporada. (...) Depois da coletiva fomos surpreendidos com o pedido de demissão de forma irrevogável e irretratável. Conversamos com ele para tentar entender o pedido de demissão, agora há pouco, ele abriu para nós que aceitou o convite de um clube europeu e, por isso, pediu demissão”, afirmou Medeiros na coletiva em que anunciou a saída do técnico.

Ainda segundo relatos de jornalistas gaúchos, Chacho teria tentado deixar o cargo junto à direção em outras três oportunidades, uma delas após o empate com o América de Cali, na Colômbia, enquanto desistiu da ideia após desembarcar em Porto Alegre, horas depois. Por fim, com a oferta do Celta, não havia mais motivos para ficar. Coudet foi confirmado como novo técnico do clube espanhol nesta quinta.

Realocada de Correio do Povo

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

67 pessoas já votaram