Texto por Colaborador: Redação 02/02/2021 - 17:15

A briga pelo título está acirrada. A princípio, além do Inter, Flamengo e Atlético-MG estarão na disputa até o fim. O colorado tem a vantagem numérica, por ter 4 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, o Galo tem a seu favor a tabela menos complicada, enquanto o rubro-negro carioca é o que detém a melhor equipe, por vir de um trabalho vitorioso desde 2019.

Embora o Inter esteja embalado, após 9 vitórias consecutivas no campeonato, tem duelos difíceis pela frente. Os jogos contra o Athlético e o Vasco, ambos fora de casa, podem ser cruciais na manutenção da equipe na primeira colocação, podendo fazer uma “final antecipada” contra o Flamengo, no Rio.

No começo da temporada os resultados nem sempre apareciam, mesmo com boas atuações. Agora as vitórias estão se empilhando, apesar de nem sempre a equipe jogar bem contra seus adversários. Um misto de sorte de campeão com tranquilidade, que vem dando certo e demonstrando a maturidade que o time alcançou com o comando atual.

A evolução é visível. Diversos jogos na temporada foram mais complicados que os últimos, mas é nítida a capacidade de concentração e foco, principalmente nos minutos finais e enfrentando grandes dificuldades. A virada no clássico e a bravura em segurar o resultado diante do RB Bragantino comprovam essa fala.

Abel diz que “o Inter aprendeu a sofrer”. É uma realidade. E o torcedor vai ter que aprender também. A reta final do Brasileirão está em curso e o tetra pode estar chegando com ela. São 5 jogos, 5 finais, 22 dias. O próximo confronto é sempre o mais importante e agora é hora de superar todas as adversidades, quebras tabus, ignorar estatísticas e fazer prevalecer o espírito vencedor que paira no alvirrubro.

por Thulyo Maciel - Contato: @thulyomaciel

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

850 pessoas já votaram