Texto por Colaborador: Redação 16/09/2020 - 20:55

Retornando ao maior torneio do continente após mais de 6 meses, Chacho se viu com um problemão nas mãos ao escalar XI titulares tendo mais de 10 desfalques entre suspensos e lesionados. Ainda assim, foram justamente as "caras novas" dessa formação que se destacaram - Uendel e Abel, na etapa inicial - após um segundo tempo em que Zé Gabriel destoou ao lado de Rodrigo Moledo. Com duas etapas distintas, o Inter garantiu três pontos valiosíssimos mas irritou a torcida após deixar escapar uma vantagam de 3 a 1. Com Abel Hernandez 2x e Boschilia 2x, o Clube do Povo teve uma legítima noite copeira: muita emoção no 1° tempo, raiva no 2° e êxtase após o quarto gol. Com o triunfo o Clube do Povo se mantém na liderança do Grupo E, com sete pontos somados. 

Agora, o Internacional só retorna à Libertadores na próxima semana, quando recebe o Grêmio (23), quarta-feira, às 21h30. Antes, porém, joga pelo Brasileiro, fora de casa contra o Fortaleza, pela 11° rodada, no sábado (19), às 19h.

Após o vexame contra o Goiás pelo Brasileiro o Inter parece ter entrado focado e determinado a apagar aquela imagem. Dentre os personagens do último fim de semana, Abel Hernandez havia sido duramente criticado por perder 2 gols em cima da linha. Dessa vez, no entanto, em menos de 50 segundos o uruguaio abriu o placar para o colorado, após excelente jogada de Uendel na esquerda, no gol mais rápido do SCI em Libertadores (44 segundos). Com imposição e jogando a "cara de Coudet", o Inter logo ampliou com Gabriel Boschilia, em belo contra-ataque. O 2 a 0 fez com que os visitantes aumentassem a pressão, enquanto o Inter cometia alguns erros bobos - como faltas perto da área desnecessárias - ou sem mais conseguir manter a posse. Instantes depois, o América de Cali descontou após duplo erro de Zé Gabriel: primeiro ao tentar forçar um passe desnecessário e depois por errar o posicionamento, deixando o corredor aberto ao atacante colombiano: 2 a 1 e um jogo até aquele momento tranquilo começava a preocupar. Por sorte, a esquadra alvirrubra voltou a encontrar o marcador, após escanteio. Com 9 finalizações contra 6 dos visitantes, o resultado fez jus ao desempenho de ambas equipes até a ida ao intervalo.

No segundo, o Inter voltou devagar, vendo o América de Cali cavar faltas perto da área, e assim saiu o segundo gol do adversário, após a defesa dormir e assistir Adrian Ramos marcar em rebote. O jogo foi se complicando até os 70 minutos, quando Chacho trocou o time, buscando uma reação da equipe com as entradas de Johnny e Leandro. Menos pior que antes, o time até passou a pressionar mais e criar algumas chances, mas viu o desespero tomar conta quando em um contra-ataque os visitantes fizeram o 3 a 3. Com apenas 15 minutos para tentar buscar o tento da vitória, uma equipe confusa e nervosa parecia mais perto de sofrer uma humilhante virada até que em jogada de Boschilia sem muita pretensão desviou na defesa e entrou no gol. UFA e alívio geral, após mais uma atuação inconsistente com algumas amostras mais do que claras: Moledo NÃO PODE SER reserva de Zé Gabriel. 

DESTAQUE POSITIVO: MOLEDO, ABEL, NONATO E BOSCHILIA

FICOU DEVENDO: ZÉ GABRIEL E PATRICK

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1066 pessoas já votaram