Texto por Colaborador: Redação 28/09/2021 - 00:00

A CBF e os clubes da Série A vão se reunir nesta terça-feira (28) para debater a volta dos torcedores aos estádios. Entretanto, existe somente um estado barrando o andamento dos espectadores, já que na Bahia a presença de torcida ainda está vetada. 

O governador baiano Rui Costa negou o retorno dos torcedores, já que o número de contaminados aumentou recentemente. Conforme o governante, a liberação vai acontecer somente quando houve queda dos números. Guilherme Bellintani, presidente do Bahia, afirmou que o clube vai se pronunciar sobre as alternativas apenas na reunião de terça-feira.

Nesse cenário, a partir de outubro os outros 19 clubes vão poder contar com o apoio de seus torcedores. Mas, para que todos os clubes não sejam prejudicados - e também para que o EC Bahia não sofra com as medidas de seu estado - há duas propostas alternativas segundo o Diário do Nordeste, que seriam:

Opção 1: os times que receberem o Bahia em seus estádios não devem contar com público até que o tricolor de aço possa ter o apoio de seus torcedores. Então, seria mantida a isonomia na disputa do Brasileirão.

Opção 2: o Bahia poderia transferir seus jogos para outro estado e já há candidato. A cidade de Aracaju, que fica 235 km longe de Salvador, no Sergipe, pode ser escolhida.

Ainda segundo o UOL, os clubes têm a prerrogativa de mudar o acordo feito há 20 dias. Na ocasião, os 19 presentes firmaram a posição pela necessidade de ter 100% de autorização para aprovar o retorno da torcida na Série A, enquanto o Flamengo se ausentou da reunião. 

A perspectiva dos clubes era liberar o público para a 23ª rodada, com os primeiros jogos marcados para sábado (2). O SCI, se tiver o aval, faria seu primeiro jogo com torcida diante do Bragantino, dia 21/10. 

 

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

137 pessoas já votaram