Texto por Colaborador: Redação 13/01/2021 - 00:33

João Patrício Herrmann, vice de futebol do Internacional da gestão de Alessandro Barcellos, concedeu entrevista nesta terça-feira(12) à Rádio Bandeirantes. Perguntado principalmente sobre o futuro de Abel Braga - e a provável vinda de Miguel Ángel Ramírez - o dirigente desconversou e preferiu elogiar o atual comandante vermelho, ressaltando sua importância pela atual recuperação da equipe na Série A, entre outros destaques. Confira suas principais declarações:

Recuperação no Brasileiro: "É muito bom a gente viver um bom momento. O Brasileiro é o campeonato mais equilibrado, mais difícil do mundo, e somos o único time que conseguiu cinco vitórias seguidas. Temos um jogo importantíssimo, que estou classificando como o mais difícil do ano, contra o Fortaleza. Vamos tentar manter o trabalho que vem sendo feito".

"Não tenho dúvidas de que nossa não classificação na Copa do Brasil e na Libertadores prejudicou o clube, mas deu uma facilitada em estar mais focado no Brasileiro"

Baixa de T. Galhardo: "O Galhardo ainda está fazendo tratamento médico. A gente espera que ele tenha uma recuperação nos próximos dias porque estamos precisando muito dele".

Importância de Abel: "O Abel [Braga] veio para cá e somou bastante na comissão técnica. Hoje, temos muitos profissionais dentro do vestiário, não é só o Abel, não é só o Cristiano Nunes".

Futuro técnico e possível manutenção de Abel?: "Estamos muito fechados dentro do vestiário. Vamos deixar essa situação [do contrato de Abel Braga] para adiante. Temos contratos a cumprir. Não é o momento de fazer esse tipo de discussão. Vamos ouvir bastante o Abel e deixar os demais profissionais de dentro do vestiário trabalhar, além do grupo de apoio, que é muito grande. O Abel está muito integrado ao Internacional. É uma lenda aqui no clube, está no nosso museu. Eu vou passar como dirigente, como colorado, mas o Abel vai ficar, eternamente, em nossas vidas. O Abel sabe que é nosso técnico até 24 de fevereiro. Não falamos em nenhuma situação diferente do que estamos divulgando. Ele fez várias conversas conosco, sabe qual nosso projeto e vai ser nosso parceiro em qualquer situação (...) Ele, realmente, é uma pessoa muito humana, muito diferente no trato com as pessoas. Ele tem um toque diferente quando conversa com os atletas".

Sobre o novo executivo Paulo Bracks: "Ele é um gestor profissional. É um executivo profissional, que veio para fazer as rupturas e as correções que forem necessárias".

Busca por M. A. Ramirez: "Andei falando com treinadores durante a campanha, mas sempre para me inteirar do que está acontecendo no mundo do futebol. Não vou abrir nomes, é uma questão que não é necessária. Temos um treinador e a coisa anda muito bem".

Categorias

Ver todas categorias

Miguel A. Ramírez é o nome certo para comandar o Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

669 pessoas já votaram