Texto por Colaborador: Redação 30/11/2021 - 12:00

Em contato com a reportagem de GZH, o vice de futebol Colorado, Emílio Papaléo, atribuiu o baixo desempenho recente da equipe de Aguirre especialmente, à sequência de jogos. A má fase do Grêmio também é um dos pontos especulados para a queda de rendimento da equipe colorada. Segundo Papaléo, nem o momento do rival e nem o vazamento ou a saída de Paulo Paixão são fatores que influenciam nas atuações do time.

Com os últimos resultados, a torcida viu evaporar as chances de conseguir uma vaga direta na Cooa Libertadores da América 2022. O cenário para uma classificação para às fases preliminares também ficou complicado, já que o Inter precisa vencer os jogos contra Atlético-GO e Bragantino e torcer para que os adversários diretos tropecem.

DECLARAÇÕES:

Queda de rendimento: "Atribuo ao estresse do ano. Foram jogos sucessivos, o pessoal não parou por conta da pandemia. O resultado está aparecendo agora nas lesões que estamos tendo, fadiga, cansaço. Foi um ano atípico".

"O desgaste também é mental. Esse ano atípico também faz com que os jogadores tenham uma sequência que cansa mentalmente".

Momento conturbado no vestiário? "Falam muito que o elenco se conformou no campeonato ou que o áudio do Paixão teria influenciado. Nada disso! Nós estamos focados, tentando os nossos objetivos. O momento do Grêmio também nunca foi um motivador de conformidade do nosso elenco".

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

1241 pessoas já votaram