Texto por Colaborador: Redação 06/06/2021 - 18:48

João Patrício Herrmann, vice-presidente de futebol do Inter, garantiu que Miguel Ángel Ramírez continua como técnico após a goleada sofrida para o Fortaleza, por 5 a 1, pelo Brasileirão. Representando a direção, o dirigente deixou claro que não estão satisfeitos com os resultados mas darão respaldo ao treinador. Confira suas avaliações pós-jogo:

Derrota humilhante: "Seguramente, é a maior vergonha que eu passei, como dirigente, na história do Internacional. Quero pedir desculpas pra torcida. É uma derrota que envergonha os colorados, comissão técnica, diretoria e seus atletas. Miguel tem nosso respaldo.Tem trabalhado para implementar modelo de jogo e buscar soluções para o time. Hoje foi um baque muito grande, mas o trabalho vai continuar (...) O Miguel foi escolhido pela diretoria. Confiamos nele, no trabalho. Não é por hoje, que vamos mudar. Teremos alterações internas, de forma enérgica."

Futuro? "Temos que reverter com vitórias. Temos oportunidade na quinta, contra o Vitória. O Miguel quis poupar alguns jogadores, desgastados. Viagem longa. Desgaste. Foi uma mudança de estratégia que não deu certo. O trabalho tem ajustes que devem ser feitos.  Os ajustes serão feitos de forma interna. Ele não é inflexível. As mudanças serão feitas. Esse modelo parou de evoluir (...) Os jogadores estão fazendo uma forte reunião no vestiário. Com todo respeito ao Fortaleza, mas o Inter não é clube para tomar cinco."

Erro de estratégia? "Jogamos com uma equipe muito nova hoje, média de 23 anos, que vinha jogando pouco, apenas em treinamentos. Isso com certeza deve ter pesado. Mas não vamos deixar de lado a confiança que temos no elenco e no treinador (...) Miguel Ángel Ramírez optou por mudar a equipe para o jogo de hoje. Acredito que ele não seja um treinador inflexível, nós sentimos que esse modelo parou de evoluir. É preciso entender a cultura gaúcha de jogar futebol e a cultura do Inter."

Pressão por troca na comissão: "Estamos sensíveis às manifestações do torcedor. Foi um resultado constrangedor. Não é pelo dia de hoje que vamos fazer alterações. Não haverá mudanças na comissão. Ajustes deverão ser feitos. Não faremos mudanças na véspera de uma decisão na Copa do Brasil. Respaldamos totalmente a comissão técnica".

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

5 pessoas já votaram