Texto por Colaborador: Redação 29/03/2020 - 18:08

O vice-presidente do Conselho de Gestão do Inter, João Patrício Herrmann, defendeu que o Brasileirão seja encerrado apenas em 2021, englobando as 38° rodadas. Em entrevista ao programa Sábado Esporte, da Rádio Gaúcha, o dirigente disse acreditar que essa tese será defendida também pelos demais clubes.

"Não tenho nenhuma dúvida de que temos que jogar as 38 datas. Acho importante, pois é um compromisso firmado já com os patrocinadores e com a televisão. Claro que, para isso, enfrentaremos um sacrifício maior. Mas acho que o Inter e os demais clubes não vão abrir mão dessas receitas, que são importantes. Se o Brasileirão tiver que avançar até o Natal ou o Ano-Novo, eu acho que tem que avançar", declarou João Patrício. 

Em relação ao Campeonato Gaúcho, JP novamente ressaltou ser contra a ideia de encerrar a competição sem o total cumprimento da tabela. "O Inter tem o maior interesse em terminar o Gauchão (dentro de campo). É uma questão de sobrevivência para a competição. Eu acho muito perigoso, em meio a essa instabilidade de datas, não terminá-lo. Correríamos o risco de, no ano que vem, não termos mais o Gauchão. Podemos até discutir a fórmula de disputa, mas jamais a ideia de não termos a competição (...) Realmente não sei como será feito na questão das datas para o Gauchão. Fica difícil dar projeção com o cenário atual, nos próximos 30 dias fica muito prejudicado qualquer projeção de calendário".

Já em declarações ao programa Concentração, da Rádio Guaíba, na manhã deste domingo (29), o vice-presidente alvirrubro atualizou o planejamento e quais as ações administrativas tomadas frente à pandemia do coronavírus no mundo, pedindo consciência em um momento de crise mundial. "Foi uma semana de nenhum contato pessoal, tudo via telefone ou via virtual mesmo. Foi uma semana tensa. Em alguns momentos, o próprio Poder Público nos deixou meio confusos (...) É óbvio que teremos sacríficos, atletas, comissão técnica, torcedores, dirigentes, todos teremos que abrir mão de algo, cada um em seu nível".

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

937 pessoas já votaram